Fibra química artificial à base de celulose e ácido acético e extrudada como fibra de raiom acetato. Patenteada pela primeira vez como celanese em 1921.

Fibra artificial a base de celulose, obtida por processo semelhante ao da viscose, utilizada como substituta da seda natural, o consumo do acetato é reduzido, especialmente no caso de aplicações têxteis. Embora apresentando características gerais similares às da viscose, não reage bem aos processos normais de tingimento, exigindo a utilização de técnicas especiais. Suas maiores aplicações estão na produção de filtros para cigarros, rendas, cetins e material de estofamento.

[sam id=”1″ codes=”true”]